Glossário de marketing digital e automação de marketing: alguns termos que você precisa saber

Se você está começando a trabalhar com marketing digital e automação de marketing, nós separamos alguns termos que são interessantes conhecer para compreender melhor os artigos, videoaulas e e-books que disponibilizamos sobre o tema. Vamos a alguns esclarecimentos breves a respeito:

Vamos começar com os leads. E o que é um lead? Um lead é o cliente em potencial. Eles ainda não são clientes, devem ser atraídos para se tornarem clientes da sua empresa, e isto se faz hoje em dia fornecendo conteúdo de qualidade. Um lead é convertido quando cumpre o objetivo principal de uma página. Por exemplo, o usuário baixou algum material disponibilizado pela empresa, fez seu cadastro, respondeu uma pesquisa, pediu um orçamento, se registrou para um teste gratuito, entre outras possíveis iniciativas.

Muitas dessas conversões se dão a partir do que chamamos Landing Pages. Essas landing pages, ou páginas de destino, são dedicadas exclusivamente a um tipo de elemento em troca de algo. Por exemplo, vamos supor que a página ofereça material gratuito de interesse do cliente, ou o cliente seja inserido em uma promoção. Mas para que ele receba esse material ou seja inserido, é necessário realizar um cadastro. Essa informação repassada pelo usuário poderá ser usada para investir nesse cliente, e com isso tentar a tão desejada conversão.

Outra iniciativa interessante a ser usada em marketing digital é o uso de links patrocinados. Esses links patrocinados são anúncios feitos na forma de links, encontrados em sites de busca na Internet. Eles estão no topo por terem pago ao site de busca para estarem naquela posição. Mas uma das mais importantes é usar mídias sociais. As mídias sociais são as redes sociais, tão populares hoje em dia. Mas às mídias sociais são acrescidas de métodos para entender e saber como se comportar nesse cenário. Através das mídias sociais, é possível interagir diretamente com os usuários.

Ainda podemos citar o marketing viral e o marketing de conteúdo. Dentro de um contexto de uma campanha de marketing, o marketing viral é um tipo de ação. Esta ação se espalha de uma forma desordenada e rápida – como um vírus – e obtém sucesso de forma espontânea. Lembramos de vários “memes de Internet”, que se alastraram e são lembrados até hoje.

Quanto ao marketing de conteúdo, ele é produzido a partir de conteúdo relevante e direcionado ao seu público alvo. Clientes procuram informações interessantes e úteis, às vezes apenas tangenciando sua área de atuação. Por exemplo, uma empresa de suporte em informática pode fazer postagens em redes sociais falando sobre questões relacionadas à segurança da informação. A empresa ganhará nada diretamente com essa iniciativa, mas é certo que será lembrada por alguns clientes quando o assunto for colocado à baila. Assim, leads são atraídos e convertidos.

Ainda podemos citar o e-mail marketing como uma das iniciativas. O e-mail marketing é uma lista de e-mails que o cliente (lead) pode assinar e receber informações a respeito de um determinado produto, ou informações que sejam relevantes para ele – fazendo uso de marketing de conteúdo, por exemplo. Mas cuidado, é fundamental saber lidar com os e-mails, para que eles não sejam confundidos com os tão detestados SPAMs (e-mails não solicitados), e que até hoje atormentam nossas caixas postais.

Todas essas iniciativas podem ser agrupadas em campanhas. As campanhas são ações desenvolvidas para diversos fins: ampliar a exposição de uma marca; aumentar a sua abrangência no mercado; apoiar a venda dos produtos. Logo, são ações estratégicas que ajudam as empresas a alcançar os seus objetivos. O objetivo final de toda campanha é fazer com que o maior número de clientes (leads) passem pelo funil de vendas. Essa analogia com um funil é uma maneira de entender o quão próximo de se tornar clientes os seus leads estão. E dessa forma, tratá-los de acordo.

Assim, queremos que a taxa de conversão seja a maior possível. Seja preenchendo um formulário, seja respondendo a um questionário, seja adquirindo um produto ou serviço… Quanto maior a taxa, melhor. Já o bounce rate desejado é o menor possível. O bounce rate é a taxa de cancelamento de um produto ou serviço. Em serviços que trabalham com um modelo de assinatura, por exemplo, isto é uma medida clara de satisfação com o serviço. Se há muitas desistências, há uma insatisfação generalizada.

Finalmente, o objetivo último de uma campanha é: passar o maior número de clientes pelo funil de vendas; minimizar o bounce rate; maximizar a taxa de conversão.

A automação de marketing é uma tecnologia fundamental para que diversas práticas modernas de marketing sejam possíveis, como geração, nutrição e pontuação de leads; segmentação; vendas cruzadas; retenção; medição do retorno de investimento do marketing, entre outros. Algumas dessas práticas são possíveis em volumes pequenos sem a automação de marketing, mas a tecnologia é essencial em quaisquer escalas.

Estude sobre Automação de Marketing baixando gratuitamente o nosso e-book.

Links Relacionados: 

https://www.hostnet.com.br/automacao-marketing/

https://www.hostnet.com.br/ebook/automacao-de-marketing-com-mautic/

https://www.hostnet.com.br/info/curso-de-automacao-de-marketing-com-mautic/

 

1 comentário

  1. Sebastião Gilberto de Camargo em 13 novembro 2018 às 6:15 pm

    Muito bom! Reforcei conceitos. Valeu muito!



Deixe um Comentário





Mais Notícias

curso-wordpress-profissional-03

Curso de WordPress: ferramentas para desenvolvedores

curso-wordpress-mitos-verdades

Curso de WordPress: mitos e verdades sobre a plataforma

Guia sobre hospedagem de sites e lojas

[Grátis ] Guia completo sobre Hospedagem de Sites

curso-worpress-profissional-gratis

Curso de WordPress Profissional Gratuito com Gustavo Guanabara e Ramiro Lobo

hostcast-2

Assine nossos FEEDS