Nos tempos atuais, é muito comum pessoas, tanto físicas quanto jurídicas, desejarem criar um site. Segundo o NIC.BR, existem mais de 3,8 milhões de domínios registrados no Brasil. E este número continua crescendo.

Um site é um ponto de contato com possíveis clientes, é uma vitrine do seu trabalho, é uma forma eficiente de divulgação. Este site, junto com ações em redes sociais, otimização para mecanismos de busca (SEO) e outros, tornam o seu trabalho mais conhecido e relevante dentro do oceano que é a Internet.

Mas de nada adianta ser bem referenciado se o seu site não tem qualidade. Não basta ser bom, tem que ser pelo menos ótimo para se destacar. Logo, veremos o que podemos fazer antes de criar o site para garantirmos qualidade acima da média para o produto que iremos oferecer.

Antes de tudo

O desenvolvimento de um site, da sua concepção até o resultado final, pode levar de algumas semanas até alguns meses, e demanda a ação de profissionais de diferentes áreas. Nos tempos da Internet mais amadora, uma pessoa apenas poderia conceber e construir um site, e ele ter relevância. Hoje em dia, com a maciça concorrência, a nível mundial, é preciso ter qualidade acima da média para se destacar.

É muito fácil se perder nos detalhes. Lembremo-nos que um site não é simplesmente uma página, mas um conjunto de páginas, interligadas por links, de forma que seja um arranjo lógico. Então, é fundamental planejar o que lá estará.

O que é preciso saber antes de criar um site

O que é preciso saber antes de criar um site

Quatro perguntas

Antes de tudo, recomendamos que você responda essas quatro perguntas abaixo, de forma concreta. Elas te orientarão nesse processo, de você criar o seu site. Vamos a elas.

  1. A quem esse site se destina?
  2. Qual informação deverá estar disponível nesse site?
  3. A informação está facilmente acessível?
  4. Qual é o retorno que ele trouxe para quem o acessou?

Com base nas respostas que você dará, será possível pensar a respeito e criar o seu site.

Estratégias

Por onde começar a criar um site

  • Como dissemos no início, um site pode atender a várias necessidades: Apresentação pessoal, exposição de produtos, comércio eletrônico, reunião de entusiastas sobre um assunto específico, entre muitas outras coisas. É preciso saber definir, ao criar um site, qual é o seu objetivo principal com ele.
  • Pense como o usuário. Logo, é preciso saber exatamente o que os usuários esperam conseguir no seu site. Seu site deve facilitar o acesso deles ao conteúdo desejado. E lembre-se: O que é óbvio para você, não necessariamente é óbvio para usuários.
  • Não é vergonha olhar os sites dos concorrentes. Veja o que eles fizeram, como eles resolveram os problemas, e crie um site melhor do que o deles. Isso é um diferencial.
  • Quem é o seu público-alvo? Seja claro, defina faixa etária, gênero, formação… E como elas poderão interagir com seu site. É claro que nada impede que uma mulher adulta navegue por um site sobre bonecas, focado em meninas na idade pré-escolar. Mas o público-alvo não é ela, mas sim as meninas.
  • O que torna o seu site melhor do que a concorrência? Os usuários têm a Internet como ferramenta, e muitos não vão apenas no primeiro site que acham, mas procuram, pesquisam e comparam. Logo, seu site precisa se destacar em comparação aos seus concorrentes. Qual é o diferencial, então? Pense nisso.
  • Esse projeto é para um site novo, ou para a reformulação de um site antigo? A Internet é, das mídias, a mais nova e a mais dinâmica. Logo, de tempos em tempos, os sites necessitam de reformulação: Ninguém deseja navegar em sites com o visual dos primórdios da Internet. Se for um projeto de reformulação, então cabe analisar o site antigo, perceber seus pontos fracos e aperfeiçoá-lo. Não só esteticamente, mas também em termos de performance. Tornar o seu site mais rápido é desejável em todas as situações.

Design e infraestrutura

  • Use um design que seja agradável. Designers normalmente são orgulhosos de suas criações, não são muito simpáticos as opiniões externas. Portanto, converse com o designer e tente acertar antecipadamente o que é desejado para o site a ser criado. Definam um estilo, mas lembre-se que nem sempre você obterá exatamente aquilo que você quer. Seja flexível.
  • Hoje em dia, há mais dispositivos móveis acessando a Internet do que computadores de mesa e notebooks. Logo, a maioria das visualizações virá a partir dos smartphones e tablets. E um site é responsivo quando é plenamente acessível a partir de todo tipo de aparelho: Smartphones, tablets e computadores. A formatação se adapta para o formato do dispositivo. Logo, crie um site que seja responsivo. A responsividade de um site ajuda na indexação dos mecanismos de busca.
  • O conteúdo é fundamental para o sucesso do seu site. Logo, qual será o tipo de conteúdo do site a ser criado? Muitos sites apenas copiam conteúdo dos outros, “vampirizando”, no afã de conseguir mais algumas visualizações. No meio da grande massa de sites que existem, seu site deve ser diferente e original. Logo, invista em conteúdo original: Artes, conteúdo, visual… Um site com conteúdo próprio e exclusivo se destaca no meio da mediocridade reinante.
  • Manter um site é ainda mais difícil do que criar um site. E a manutenção custa tempo e dinheiro. Os componentes não “estragam” ou “apodrecem”, mas desatualizam. O conteúdo torna-se desatualizado, e você deve mantê-lo atualizado. Falhas de segurança são encontradas, e devem ser corrigidas, sob pena de serem exploradas por gente mal-intencionada e gerarem prejuízo. Então, como será a atualização desse site que você criará?
  • Não esqueça da acessibilidade. Pessoas com necessidades especiais, como baixa visão (ou nenhuma), deficientes auditivos, dificuldades de movimentação, também querem poder navegar no seu site que você criará. Garanta o direito deles terem acesso.
  • O tráfego de um site consiste na transmissão de dados entre o site (e o servidor que o hospeda) e os usuários. Isto ocorre diversas vezes ao longo de um dia, e é sempre interessante ter uma ideia de quanto tráfego seu site gera. Quanto mais pessoas acessarem o site e navegarem nele, maior será o uso do recurso de transferência na hospedagem. Exemplificando: Suponhamos que a página inicial do seu site tenha 1 MB de tamanho (somando texto, scripts, imagens, CSS, entre outros). Se o tráfego médio diário for de 1024 visitantes, no final de um mês, somente a página inicial terá gerado 30 GB de tráfego. Caso o site tenha um número alto de acessos, é possível que o provedor entre em contato com o proprietário do site para trocar de plano, com mais recursos e um custo mais elevado, mas um plano que é mais de acordo com suas necessidades no momento. Logo, calcule qual será o volume de tráfego que seu site receberá, para poder avaliar qual plano de hospedagem você usará.
  • O espaço em disco é todo espaço em um disco rígido ocupado pelos arquivos que compõem o seu site. Quanto maior é o conteúdo, mais espaço ocupa, e maior serão as necessidades de tráfego na rede. Logo, sites pequenos ocupam menos espaço e geram menos tráfego. Portanto, faça uma estimativa de quanto seu site vai precisar de espaço em disco.
  • A comunicação com os clientes pode variar. Muitos usam redes sociais para estabelecer contatos. Dependendo do site, é possível o contato do usuário a partir de uma página de contatos, ou fórum de discussão. Mas jamais dispense o e-mail de contato. Muitos clientes preferem os e-mails como ferramentas. Logo, se você vai precisar de e-mails próprios, verifique quantos serão necessários. Dependendo das suas necessidades, pode ser necessário apenas um único e-mail, de contato, ou vários, separando as diversas seções. Decida previamente para não se atrapalhar depois.
  • Um domínio de rede faz muita diferença. O uso de um domínio próprio traz respeito à marca, por ser visto como um site “único”, não um site que está “dentro de outro”. Logo, se será necessário um domínio próprio (com sufixo .com.br, por exemplo), recomenda-se que seja feita a reserva desse domínio. Os provedores de hospedagem, na sua maioria, permitem que a reserva do domínio seja feita junto com o processo de contratação da hospedagem, e é fornecido um desconto no plano.

Conclusão

Se estas instruções forem seguidas, e os conselhos, lidos e pensados, seu site será mais relevante e terá mais destaque do que a grande massa disponível na Internet hoje em dia. Mas não se apresse: O sucesso demora a chegar, e lembremos que o único lugar onde sucesso vem antes de trabalho é no dicionário. Não desista, insista e seja bem-sucedido!

Veja também

  1. Como acelerar seu site
  2. Como dar manutenção de sites
  3. Como escolher uma hospedagem de sites?
  4. Como avaliar uma hospedagem de sites?
  5. Como escolher um bom domínio
  6. Planos de Hospedagem