Antes de tudo, o que é RSS?

O formato RSS é uma linguagem de marcação baseada no XML (eXpansible Markup Language), que são usados para agrupar (agregar) conteúdo de um site. Esse conteúdo pode ser acessado através de programas ou sites agregadores. É usado principalmente em sites de notícias e blogs.

O uso do RSS permite aos usuários da internet acompanharem sites que fornecem “feeds” RSS. Esses feeds RSS são links que fornecem o arquivo em formato RSS, contendo as atualizações do site em questão. Esta é uma forma de facilitar a vida do usuário, permitindo que ele mantenha-se informado na leitura de notícias de vários sites, sem ter que necessariamente visitar um a um.

Os feeds RSS podem oferecer:

  1. Conteúdo exatamente igual ao do site.
  2. Versões resumidas juntamente com os links para as versões completas deste conteúdo.
  3. Outros arquivos em formato multimídia, como vídeos ou arquivos de áudio.

O RSS é muito usado por blogs para compartilhar posts, textos completos, ou até mesmo material multimídia, e pode ser usado para marketing, bug-reports e qualquer outra atividade que tenha atualização ou publicação constante de conteúdos. Hoje em dia é comum encontrar feeds RSS em vários sites, grandes e pequenos.

E como receber feeds RSS?

Existe os “feed readers” ou agregadores, que são softwares que seguem os feeds RSS e pegam as atualizações disponíveis em cada feed. Estas aplicações podem ser extensões de navegadores, programas independentes ou mesmo sites (como o Google Reader).

Como colocar feeds RSS no meu site Drupal?

No Drupal instalado pela Hostnet, temos um módulo que cria o feed RSS do blog. Esse módulo é o Aggregator. Para ativá-lo, faça o seguinte procedimento:

  1. Clique em Configuração do site.
  2. Clique em Módulos.
  3. Selecione a opção Listar.
  4. O módulo Aggregator estará disponível na lista, conforme você pode ver na imagem abaixo:

Você terá então a listagem completa dos módulos disponíveis na sua instalação do Drupal. Na opção Núcleo – opcional, você verá o módulo Aggregator desativado. Ative-o, clicando na caixa ao lado e em Salvar configurações.

E o que é necessário para configurar o feed RSS?

Logo que você ativar o módulo Aggregator, deve então configurar o feed RSS. Você deverá então fazer o seguinte procedimento:

  1. Clique em Organizar conteúdo.
  2. Clique em Publicação em RSS.
  3. Você verá então uma tela como essa abaixo:

Vamos aos elementos da página de configuração do feed RSS:

  • Número de itens em cada feed: Aqui você ajusta qual é a quantidade de itens disponíveis no feed RSS. Na opção padrão, são os últimos 10 posts.
  • Conteúdo do feed: Aqui você coloca qual é o conteúdo do site que será disponibilizado no feed RSS. As opções são:
    • Apenas os títulos: No feed será disponibilizado apenas os títulos dos itens.
    • Os títulos mais a chamada: O feed terá os títulos e um resumo de cada item.
    • Texto completo: O feed conterá todo o texto de todos os itens.

Texto completo ou resumo?

Essa é uma questão complexa, e que requer alguma atenção. Existem opiniões a respeito de ambas as vertentes, e aqui pretendo ajudar vocês a entenderem e escolherem:

Por que disponibilizar o resumo dos artigos no feed?

Primeiro, você tem que ter em mente qual é o objetivo que você pretende atingir com o feed RSS. Qualquer feed existe para levar conteúdo ao leitor. Mas se você pretende monetizar o seu site, você deve pensar como fazê-lo para fidelizar o seu usuário, e com isso garantir um número de visitas sempre crescente. Se você pretende que o feed seja uma fonte de tráfego, trazendo leitores para o blog, e assim eles lerem todo o artigo, então a opção de disponibilizar um resumo é mais interessante.

Logo, o processo de monetização do seu site deverá estar centralizado no site propriamente dito. Assim, você depende que o usuário venha até o seu site para que ele eventualmente se interesse por alguma de suas publicidades. Você terá certamente um aumento no tráfego de qualidade e menos rejeição, o que é bom, e ocorrerá a médio e longo prazo. Outra coisa que ocorrerá será um aumento da quantidade de comentários, já que com o passar do tempo, pessoas que acompanham o seu site começarem a comentar os artigos.

Em compensação, leitores assíduos estão mais interessados no conteúdo do site, na qualidade do conteúdo, e raras vezes clicam nos anúncios. Logo, aumenta o número de páginas sem cliques, o que não é nada interessante.

Por que disponibilizar os artigos completos no feed?

Quem segue um feed RSS não é um usuário qualquer. Os agregadores não são muito divulgados, e mesmo que fossem, poucos acabariam adotando-os. E o usuário que segue um feed RSS é um leitor diferenciado, pois ninguém usa um agregador se não gosta do formato. Logo, são pessoas que gostam do seu site, e que irão ler o conteúdo que você disponibiliza através do feed. Se vier da forma que ele gosta, então tanto melhor, e você fideliza o usuário, fazendo com que ele visite mais, comente e opine no seu site.

Não fornecer o feed completo, você pode irritar uma parcela importante (mas não necessariamente grande) dos seus leitores, mas não afeta a maioria dos visitantes. Em compensação, o feed completo pode fidelizar o usuário, fazendo com que ele torne-se até um divulgador do seu trabalho.

Logo, você pode direcionar a audiência do seu site, mas o seu feed não será uma fonte de tráfego para o seu site. Além disso, comentários bons no seu site serão mais raros, visto que apenas alguns irão até o artigo para comentá-lo.

O mundo está cada vez mais móvel

Outra coisa que devemos lembrar é que estamos numa etapa, dentro da Quarta Era da Computação, que é a transição para um mundo pós-PC: Cada vez mais usuários acessam sites a partir de dispositivos móveis, com telas diminutas e planos de dados limitado, ou seja, celulares. Disponibilizar o resumo do feed diminui o tráfego do usuário, mas disponibilizar o feed completo faz com que ele leia o site sem ter que ir necessariamente nele. Sites mais leves, módulos que formatam o site para ser acessado através de um dispositivo móvel, formatos mais padronizados com o conteúdo da Web, tudo isso ajuda a trazer visitas para o seu site.

Quanto ao feed, pense bem qual será que você vai usar, e caso você decida mudar depois, não tenha vergonha de fazê-lo!

E qual é o feed RSS do meu site?

Se você olhar abaixo do botão do Drupal, você verá um quadradinho laranja com um símbolo que lembra ondas. Esse é o ícone do RSS. A URL do feed RSS então será composta da URL do seu site acrescido do sufixo rss.xml. Logo, se o seu site é http://www.rjp.site.br.com, a URL do feed será http://www.rjp.site.br.com/rss.xml.

Basta divulgar para os seus usuários e pronto, seu site tem um feed RSS!

Páginas Relacionadas