Veja como exportar e importar resultados em R e VV

Exportando no formato R

O programa R é um equivalente em código aberto para o SPSS, e tem versões para Linux, Windows e Mac OS X, além de outras versões de Unix.Existem front-ends para o R, em diversos ambientes operacionais.

Para exportar no formato do R, basta clicar no ícone ao lado , e uma nova página se abrirá:

Como proceder:

  1. Faça download dos arquivos de dados e de sintaxe a partir da página acima.
  2. Salve ambas no diretório de trabalho do R (use getwd() e setwd() na janela de comando do R para determinar e setar qual é o diretório de trabalho).
  3. Digite o comando: source(“Surveydata_syntax.R”, encoding = “UTF-8”) na janela de comando do R para efetuar a importação.

VVImport e VVExport

Você começou a coletar resultados, mas há situações onde você precisa editar diretamente e modificar grandes quantidades de dados da sua tabela de respostas. Uma ferramenta como uma planilha eletrônica seria mais eficiente, nesse caso.

O VVExport e o VVImport (VV vem de Verificação Vertical) permite que você exporte sua tabela de respostas (usando a opção VVExport) para um arquivo no formato XLS (do Microsoft Excel). Assim, a estrutura do arquivo mantém-se intacta, e você pode editar valores nele, e posteriormente importar o arquivo novamente, usando a opção VVImport.

Exportando um arquivo de pesquisas do tipo VV

Quando você vai exportar resultados com o VVExport, você deve ter a opção de exportar os resultados () e deixar a pesquisa ativa, ou exportar os resultados e desativar a pesquisa. Se você quiser desativar a pesquisa, a tabela de respostas será renomeada pelo LimeSurvey, e você só poderá acessá-la enquanto inativa usando acesso direto ao MySQL. Ou seja, ele procede com a tabela da mesma forma que quando uma pesquisa é desativada.

Se a sua pesquisa usa tokens, você deve lembrar que a tabela de tokens também será renomeada e estará desativada. Logo, é melhor não desativar a pesquisa que usa tokens, a não ser que você saiba como renomear tabelas no MySQL, e assim possa mover a tabela de tokens de volta, manualmente.

A habilidade de desativar a tabela é importante porque um “arquivo de pesquisa do tipo vv” permite que você importe os resultados para uma pesquisa quando a combinação pergunta/resposta mudou. Isso permite que, na prática, adicionemos e removamos perguntas em uma pesquisa ativa.

Abaixo vai a tela de exportação:

Clicando em “Exportar resultados”, você obterá um arquivo delimitado por tabulações e que pode ser facilmente importado por uma planilha eletrônica. As primeiras duas linhas são os títulos das colunas. A primeira linha é um texto mais apropriado para nós, humanos, entender. Lá está o nome do campo questão/resposta. A segunda linha é um nome da coluna, dado pelo próprio LimeSurvey, para uso interno. Você não pode modificar as duas primeiras linha dessa planilha se você quiser importá-la de volta no futuro.

Importando um arquivo de pesquisas do tipo VV

Se você deixou as duas primeiras linhas intactas, você pode importar de volta o arquivo que você exportou e modificou usando o ícone ao lado . O LimeSurvey irá permitir isso. Se você desativou a pesquisa quando você exportou os dados, será necessário ativá-la novamente para que você possa importá-la.

Para começo de conversa, clique no ícone que você vê aí ao lado. Você irá para a seguinte página:

  • No campo Arquivo, você deverá escolher qual é o arquivo no “formato” VV que você quer importar.
  • No campo ID do Questionário, você tem o número de identificação da pesquisa para a qual você importará os dados.
  • Se você escolher a opção Excluir IDs de Registros, os registros serão importados e novos IDs de registros serão criados para eles. Ao desmarcar a opção, os números de identificação originais serão usados.
  • No campo Quando um registro importado coincidir com o ID de um registro existente, você pode decidir como o LimeSurvey vai lidar com respostas duplicadas ou múltiplas entradas:
  1. Reporta um erro (e não salva o registro novo).
  2. Renumera o novo registro.
  3. Ignora o registro novo.
  4. Substitui o registro novo.

Como usar as opções de importação e exportação de arquivos VV

A ferramenta de importação não é exatamente brilhante, a planilha a ser importada tem que ser formatada da maneira certa para ter a correspondência certa com a nova pesquisa. Aliás, essa ferramenta de importação/exportação foi criada com a ideia de facilitar a importação de resultados a partir de uma pesquisa que foi mudada. Uma dica é proceder da seguinte forma para exportar e importar:

  1. Cria a nova pesquisa.
  2. Ativa a nova pesquisa.
  3. Executa uma exportação (VV-Export) a partir da nova pesquisa.
  4. Executa uma exportação (VV-Export) a partir da velha pesquisa.
  5. Abra ambos os arquivos gerados pela exportação das pesquisas.
  6. Pegue o arquivo da pesquisa nova, corte as duas primeiras linhas e insira-as como as duas primeiras linhas do arquivo da pesquisa antiga.
  7. Não mexa ainda nas duas linhas que passaram para baixo. Corte e cole as colunas que estão abaixo, de forma que eles estejam no lugar certo, de acordo com as duas primeiras linhas.
  8. Assim que todos os dados estão nos seus lugares corretos, apague a terceira e a quarta linhas (ou seja, o cabeçalho da segunda exportação).
  9. Salve como um arquivo no formato CSV.
  10. Execute a importação desse arquivo novo que você criou, e coloque-o para substituir a pesquisa nova.

Páginas Relacionadas