Digamos que você quer montar um site com versões em vários idiomas. Você tem um público grande, diferenciado, e quer que seu site tenha versões em outro idioma, além do português brasileiro. Você quer que esses usuários, falantes numa língua diferente da nossa, tenha a opção de escolher o idioma do site. Bem, é na seção Línguas, dentro de Configuração do site no menu administrativo, é onde você poderá habilitar essa opção e outras.

Esta página fornece uma visão geral das línguas ativadas no seu site. Se mais de uma língua está disponível e ativada, você pode:

  1. Ter a interface do site nesse outro idioma;
  2. A possibilidade de escolha das línguas nesse idioma por parte dos usuários cadastrados, na página Minha conta;
  3. Os autores podem determinar uma língua ao escrever um post.
  4. O idioma padrão do site é usado para os visitantes anônimos e para os usuários que não escolherem nenhuma outra língua.

Logo você verá, na página indicada, essa imagem:

Logo, vemos que na nossa instalação do Drupal feita pela Hostnet, temos que dois idiomas estão instalados por padrão: Inglês (English) e Português Brasileiro (Portuguese, Brazil).

Note que ambos os idiomas estão ativados, ou seja, podem ser disponibilizados para uso do administrador, e suas configurações estão definidas: Nome em inglês, Código, Nome Nativo e Direção (de escrita). Depois selecionamos qual deles é o padrão (no nosso caso o português já está selecionado como padrão), e ainda marcamos o peso (ou seja, a importância do idioma), e por último, a opção de mexermos nas configurações do idioma. Vamos clicar no link editar, então, para o idioma inglês.

Configurar idiomas

Ao clicarmos no link editar, teremos essa tela aqui:

A maioria dos itens é auto-explicativa, como:

  1. Nome da língua em inglês: Esse nome ficará disponível para ser traduzido em outras línguas.
  2. Nome nativo da língua: O nome dessa língua escrito na sua própria língua.
  3. Prefixo na URL: Digamos que você quer que as URLs para as páginas do seu site contenham qual é a língua usada para a redação da página. Por exemplo, “http://www.exemplo.com/english/node”. Isso pode facilitar o trabalho de indexadores de sites, por exemplo. No caso da língua padrão, é necessário deixar esse campo em branco, sob pena de quebrar todas as URLs já existentes.
  4. Domínio para a língua: URL específica da língua, com protocolo. Se a negociação do idioma estiver com Somente nome de domínio, este site é apresentado nesse idioma quando a URL que acessa o site está nesse domínio. Para o idioma padrão, este valor deve ser deixado em branco. Por exemplo, digamos que o endereço do seu site é “http://www.exemplo.com.br”, em português. Habilitando essa opção, você pode ter, por exemplo, “http://en.exemplo.com.br” para a versão do site em inglês. As URLs serão “http://en.exemplo.com.br/node“, por exemplo.
  5. Direção: A direção horizontal do texto escrito nessa língua.

Uma nova língua

Podemos querer colocar uma nova língua na nossa instalação. Digamos, por exemplo, que o nosso site esteja disponível em três idiomas: Português, Inglês e Espanhol. Logo, basta clicar na opção Nova Língua, no topo da página, para vermos a seguinte página abaixo:

Se quiser adicionar o Espanhol, por exemplo, basta selecionar na lista de opções Nome da língua, e clicar em Nova língua. Pronto, já está instalado. Caso você queira um idioma personalizado, basta clicar na opção e definir como será esse idioma.

Configurar a negociação de línguas

As configurações de negociação de idiomas determinam qual será a língua apresentada no site. As opções disponíveis são:

  • Nenhuma. O idioma padrão é usado no site, mas os usuários cadastrados podem escolher uma língua diferente na página Minha conta. Dessa forma, o site será personalizado para aquele usuário em particular, quando ele fizer essa definição.
  • Apenas pelo prefixo da URL: A língua de apresentação do site será determinada a partir do código do idioma ou outro texto personalizado (especificado para cada idioma) que apareça na URL acessada. Se não houver nenhum prefixo na URL, o idioma padrão será usado. Por exemplo: “http://exemplo.com.br/pt-br/contact” define que o site apareça como português brasileiro, e o que define é a expressão pt-br como parte da URL.
  • Pelo prefixo da URL ou pela alternativa automática de idioma: A língua de apresentação do site será determinada a partir do código do idioma ou outro texto personalizado (especificado para cada idioma) que apareça na URL acessada. Se não houver nenhum prefixo na URL, a língua será definida pelas preferências do usuário em Minha conta ou pelas configurações de idioma do navegador do usuário. Se a língua não puder ser determinada, a língua padrão será usada.
  • Apenas pelo nome de domínio: A língua é determinada pelo o domínio usado para acessar o site, ao compará-lo ao domínio especificado para cada língua. Se o domínio não for identificado, o idioma padrão é usado. Por exemplo: “http://pt-br.exemplo.com/contact” define a língua do site como português brasileiro, com base no uso do domínio “http://pt-br.exemplo.com/“. Se for “http://en.exemplo.com”, a língua do site será em inglês.

Páginas Relacionadas