Ir para o conteúdo

REDES SOCIAIS PARA NEGÓCIOS: ter ou não ter, eis a questão (3)

Parte 3: Um cemitério de grandes ideias, uma armadilha invisível para o empreendedor? Sim. A Hostnet concorda com Henrique Carvalho, redator do Viver de Blog, quando o assunto é Redes Sociais. Por isso fomos beber na fonte e trouxemos uma compilação de informações relevantes e análises sobre esse fenômeno da Internet. A ideia é orientar nossos clientes e leitores que estão em busca de sucesso na Web e ajudar a construir um futuro promissor online. Vamos apresentá-las em uma sequência de posts. Acompanhe!

Parte 3: Ter um blog gratuito é bom negócio?

Não há nada no mundo que não possa ser feito um pouco pior para ser vendido um pouco mais barato.

O ditado popular ilustra bem o tema que vamos abordar. Imagine que você precisa de um blog, só que não tem dinheiro para investir em hospedagem, software de email e com tema WordPress pago. Aí você pensa: vou fazer um gratuito e estará tudo resolvido. Só que não! Fazendo um blog ou site gratuito você só colecionará mais problemas.

Para começar, se você não pode colocar uma graninha para ter sua própria página na Web, algo está errado. Para se tornar um empreendedor digital, serão necessárias algumas despesas. Não existe negócio de sucesso a custo zero.

E como já foi dito em posts anteriores, você pode até gastar seu tempo e energia nas redes sociais e plataformas gratuitas, mas lembre-se que isso é “construir em terra alugada”.

O caso do WIX:

Tudo aparentemente ia bem para os usuários do WIX quando, de repente, caiu vertiginosamente o número de visitas. Claro que isso gerou uma série de queixas. Mas reclamar com algo gratuito não oferece boas expectativas.

O motivo da queda das visitas é um conflito que existe entre os sistemas WIX e Google. Esse problema acarreta na dificuldade de indexação das páginas no buscador. O Google até se pronunciou sobre o problema, mas provavelmente não irá solucionar. Então reflita que com isso você perde de 50 a 60% de suas visitas, ou seja, as visitas que viriam de pesquisas no buscador.

Os problemas do Blogger:

A grande questão do Blogger é que o blogueiro não tem total controle dos aspetos visuais, customizações através plugins e limitações técnicas (servidores, tamanho de página, html e css). Entre essas e outras questões listamos alguns pontos que pesam na balança positivamente na hora de optar por um blog pago:

1.      O sistema do Blogger não aceita grandes edições, nem códigos externos;

2.      O código do Blogger também não está estruturado por página, como acontece no WordPress (ficheiros para cada secção: single.php, header.php etc);

3.      São poucos os usuários que entendem o XML do Blogger;

4.      Pelos blogs estarem hospedados nos servidores do Google, alguns usuários já tiveram seus blogs banidos do Blogger por vários motivos, assim como acontece nas redes sociais;

5.      O Blogger não trabalha com plugins;

6.      Comparadas com o WordPress, as atualizações do Blogger são muito mais lentas e espaçadas;

7.      A edição de posts é difícil;

8.      Você fica preso a pouquíssimas opções de templates;

9.      Seu blog tem apenas 1G de espaço para fotos. Para conseguir 15G é preciso usar o Gmail ou Google Drive (o que não chega a ser um problema);

10.    O tamanho de cada página é limitada a 1MB, sendo uma péssima opção para blogs de fotografias, moda, viagens, entre outros.

E como é no WordPress.com ?

Assim como o Blogger, o WordPress.com também possui seus problemas. Nele, você também não precisa de domínio pago, nem hospedagem. Até aí tudo bem, mas fique ligado nas limitações, elas podem colocar seu negócio em risco e engessar a sua criatividade, recursos e conteúdo.

Motivos para você não usar o WordPress.com:

1.      Existirá publicidade aleatória em seu blog;

2.      Você não possui um domínio próprio;

3.      www.seudominio.wordpress.com. Se desejar remover o “.wordpress”, você terá de comprá-lo somente de um único fornecedor: O próprio WordPress;

4.      Oferta limitada de temas, sendo possível usar apenas os que estão dentro da plataforma;

5.      A personalização do layout, através de um HTML ou CSS customizado é um serviço pago;

6.      O uso para e-commerce é muito limitado;

7.      Não é possível usar plugins;

8.      Não é permitido colocar propagandas de sites afiliados;

9.      Não há integração com o Google Analytics para você avaliar com melhor precisão seus visitantes e como eles navegam em seus páginas;

10.    Você não consegue acessar diretamente o FTP;

11.    O texto “Aloje seu blog com WordPress.com” é obrigatório no rodapé do seu blog, mostrando para todos que está usando uma rede gratuita e não profissional.

A solução:

A melhor opção para evitar todos esses problemas é ter um domínio próprio e instalar um sistema WP do site  WordPress.org. Além do domínio, o blog terá servidor próprio e um tema personalizado. E lembre-se: a Hostnet tem o SITE PRONTO, uma solução completa para ter seu site ou blog em apenas 5 dias, com hospedagem e domínio no pacote, por um preço justo e muita qualidade.

Links Relacionados:

Fonte: Viver de Blog

Hostcast: Facebook ou Próprio Site

REDES SOCIAIS PARA NEGÓCIOS: ter ou não ter, eis a questão (1)

REDES SOCIAIS PARA NEGÓCIOS: ter ou não ter, eis a questão (2)

REDES SOCIAIS PARA NEGÓCIOS: ter ou não ter, eis a questão (3)

REDES SOCIAIS PARA NEGÓCIOS: ter ou não ter, eis a questão (4)

REDES SOCIAIS PARA NEGÓCIOS: ter ou não ter, eis a questão (5)

REDES SOCIAIS PARA NEGÓCIOS: ter ou não ter, eis a questão (6)

 

Deixe um Comentário





HOSPEDAGEM DE SITES

ESPECIALIZADA EM WORDPRESS

Mais Lidas

guanabara

Cursos gratuitos de tecnologia e marketing digital oferecidos pela Hostnet e Curso em Vídeo

wordpress-cursos-gratis-hospedagem-sites-hostnet

Comunidade WordPress Hostnet reúne 20 mil profissionais e estudantes de tecnologia

hospedagem wordpress

Combo Cloud: você paga pela hospedagem de site e recebe muito mais

hostcast-2

Assine nossos FEEDS

HOSPEDAGEM DE SITES PARA

PEQUENOS E GRANDES NEGÓCIOS

Aprenda a usar o potencial da Internet para lucrar

ebooks grátis

E-BOOKS SOBRE TECNOLOGIAS PARA SITES