Skip to content

O que é Hospedagem de Sites e alguns parâmetros sobre o serviço

Provedores de hospedagem de sites são empresas que têm uma infraestrutura própria ou alugada, abrigando servidores conectados à Internet por meio de links de alta velocidade, através da qual irão disponibilizar o serviço de hospedagem de sites.

Este serviço é fornecido por provedores e permite que pessoas ou empresas possam colocar um site na Internet, de forma que seja visualizado por vistantes interessados. Há consumo de recursos finitos como: largura de banda, transferência e espaço em disco.

Existem empresas que realizam esse serviço de forma gratuita, só que os recursos são bem limitados:

  • O envio de arquivos, se autorizado, é feito a partir de uma interface web;
  • Os sites devem ser feitos a partir de um conjunto de modelos prontos, disponíveis em uma “ferramenta de construção de sites”;
  • As despesas são pagas por anúncios, colocados no site na forma de banners e outros tipos de propaganda;
  • Espaço em disco e tráfego de dados é bem limitado.

Existem muitas empresas no mercado que oferecem serviços de hospedagem de sites, e é comum os serviços serem descritos como semelhantes. Nada mais longe da verdade. Afinal, pela lei do menor esforço, é mais fácil rotular dessa forma do que pesquisar. Afinal, não existe almoço de graça.

Se você quiser se aprofundar sobre o tema, recomendamos baixar gratuitamente o e-book “Hospedagem de Sites não é tudo igual”, onde não abordamos com mais profundidade as peculiaridades de cada tipo de serviço.

Vamos a alguns parâmetros

Primeiro, vamos a alguns parâmetros que são necessários para entendermos como o serviço de hospedagem funciona.

  1. Domínio de rede: este é um nome que é usado para localizar e identificar grupos de computadores na Internet. Ele surge com o propósito de facilitar a memorização dos endereços de computadores na Internet. Os seres humanos têm mais habilidade para memorizar palavras do que sequências de números (os endereços IP propriamente ditos). A estrutura é parecida com o sistema postal, onde os subdomínios são ramificações. Por exemplo, temos o site http://suporte.seusite.com.br, onde o domínio de nível superior é o .br. Dentro dele, temos o subdomínio .com, e por aí vai.
  2. Espaço em disco: os servidores, nos quais o site está hospedado, usam discos rígidos (HDs) onde os arquivos que compõem o site estão armazenados. Logo, consome-se espaço em disco.
  3. Transferência de dados: a transferência é medida em megabytes (Mb) ou gigabytes (Gb). A transferência aponta a quantidade de dados que é trocada entre o servidor que hospeda o site e os visitantes. Quanto mais visitantes, mais será consumida da franquia de transferência de dados.

Qualidade do serviço prestado

A qualidade do serviço é complexa por si só, para ser medida e expressa em poucas palavras. É muito comum as pessoas apenas desejarem saber “Qual é o melhor provedor de hospedagem?”. E isto depende. Depende muito das necessidades que cada cliente tem, e do que ele espera do serviço que lhe seja entregue.

Não existe provedor de hospedagem perfeito, que atenda todas as necessidades de todos os clientes. Existe sim, provedores que tem focos mais específicos, que atendem melhor certos tipos de clientes.

Na Hostnet, fazemos de tudo para atender o cliente da melhor maneira possível. Contudo, o fator que pesa mais na escolha do serviço é simplesmente o financeiro; o indivíduo acredita que se é mais barato, é melhor. Mas existem diversos casos onde o barato sai caro, e a economia feita no pagamento mensal não compensa. Veremos então algumas situações:

Tamanho é diferente de qualidade

Além do fator financeiro, outro elemento que pesa na decisão por um provedor de hospedagem é o seu tamanho. Muitos pensam que um provedor de hospedagem que tem uma vasta clientela é um provedor que entrega um serviço de excelente qualidade. Mas isto não é necessariamente verdade.

Um problema comum em provedores grandes é que eles tentam abraçar o mundo com as pernas, perdem o foco e seu suporte tende a ser fragmentado. Existem provedores que oferecem serviços em todo o espectro da hospedagem, das páginas estáticas a grandes projetos de infraestrutura; de streaming de vídeo em alta definição a pequenos blogs gerenciados por um sistema de gerenciamento de conteúdo simplório. E isto é perigoso.

Por que isso é perigoso? Porque sua equipe de suporte não tem especialização. Por exemplo, o CMS mais usado do mundo é o WordPress. É sabido que o sistema foi desenvolvido em PHP e é conhecido por funcionar muito bem sobre servidores Linux, que é o “sabor” mais conhecido da família de sistemas operacionais Unix. Vale lembrar que 66,5% do mercado de servidores Web no mundo são máquinas Unix (Linux tem 55,8% desse porcentual, e não podemos levar em conta a parte que é desconhecida e que chega a 43,2%).

Voltando ao WordPress, isto não quer dizer que ele não funcione sobre servidores Windows ou OS X (o sistema operacional adotado pelos computadores da Apple). É possível  tê-lo em execução sobre um servidor web, como o Apache ou o IIS, numa máquina Windows. É a solução que conhecemos como WAMP (Windows Apache MySQL PHP). Outros pretendem executar o WordPress (que é escrito em PHP) usando um servidor web como o IIS, de propriedade da Microsoft.

Mas, será que funciona bem? Existe uma grande diferença, e esse fator pode ser fundamental para as suas pretensões de hospedagem. Por mais que o servidor web da Microsoft (o IIS) permita executar código PHP (como o WordPress), ele tem problemas para certas funções mais avançadas, como por exemplo as URLs amigáveis e questões avançadas de cache.

Em compensação o WordPress foi e é exaustivamente testado sobre Apache e Linux (a solução LAMP – Linux Apache MySQL PHP), e como o seu código é aberto, falhas são mais rapidamente corrigidas. A própria equipe de desenvolvimento do provedor de hospedagem (caso exista) pode realizar reparos, corrigir falhas e adicionar recursos, se quiser. A licença que rege o código-fonte permite isto.

Atendimento ao cliente

Conforme dissemos no tópico anterior, provedores muito grandes costumam ter um atendimento muito fragmentado. Como a empresa tenta atingir todos os tipos de público, a equipe de suporte tem que ser capaz de resolver todos os problemas e rápido. Afinal, o cliente tem pressa, quer um serviço bem prestado, e preferencialmente, executado imediatamente.

Só que a pressa é inimiga da perfeição, e muitas vezes, responder rapidamente não quer dizer que a resposta será a ideal. Há vezes em que os problemas são simples de serem resolvidos, e todos ficam felizes com o resultado. Mas, e quando temos um problema mais complexo?

Portanto, ao invés de lidar com provedores que são especialistas em generalidades, do tipo que faz de tudo um pouco (e provavelmente, faz nada direito), não seria melhor ser cliente de um provedor que tenha um foco maior na sua necessidade? Tudo indica que o resultado tende a ser melhor.

Reclamações a respeito do serviço prestado.

Vivemos na chamada Era da Informação, uma de suas características é que todo mundo tem voz. Todos nós temos o direito de manifestar nossa opinião, inclusive quando estamos insatisfeitos.

Sabemos que problemas acontecem, e também sabemos que não existe um provedor de hospedagem perfeito. Existe sim, aquele que está mais adequado às suas necessidades, e que é capaz de resolver os problemas de maneira eficiente e rápida. Problemas acontecem, isto é um fato. Agora, qual é a responsividade do provedor de hospedagem? E como está o índice de reclamações dele?

Existem sites onde é possível realizar reclamações a respeito de serviços prestados. O mais conhecido de todos, no Brasil, é o Reclame Aqui. É bom averiguar, de forma periódica, como está o índice de problemas não resolvidos e a satisfação dos clientes com os serviços prestados pelo provedor de hospedagem. Afinal, um dia esses problemas podem ocorrer com você, e saber como eles reagem é um bom indício para saber se compensa ou não fazer uso dos seus serviços.

Links Relacionados: 

https://www.hostnet.com.br/

https://www.hostnet.com.br/ebook/

https://www.hostnet.com.br/site-pronto/

https://www.hostnet.com.br/loja-pronta/

Deixe um Comentário





Mais Notícias

criar-site-profissional

10 motivos para você ter um site profissional

keidy-gibosi-hostnet-campo-grande-ms

Empresário inaugura unidade da Hostnet em Campo Grande, Mato Grosso do Sul

porque-usar-wordpress

Por que escolher o WordPress como a plataforma do seu site?

seja-franquia-digital-hostnet

Seja um franqueado da Hostnet e ganhe dinheiro trabalhando com a Internet

hostcast-2

Assine nossos FEEDS