Ir para o conteúdo

12 dicas para redigir ótimos textos para web

Você escreve para um site, blog, alimenta uma fanpage ou um perfil importante? Então, certamente já passou por dúvidas a respeito do seu texto, se ele gera interesse no leitor, já bateu um branco de criatividade e insegurança, já publicou coisas das quais se arrependeu e deixou outros textos “na gaveta”. Resumindo: Você é normal!

Escrever é um processo de descobrimento, por isso se aprende na prática. Contudo, organização e disciplina são fundamentais nessa hora.

Separamos algumas informações que podem ajudar sobre isso:

1) Seja específico, definido, concreto e não dispense o foco. Isso mantém o leitor interessado.

Descubra o que pretende com o seu texto. Qual seu objetivo? Informar, persuadir, entreter, argumentar, avaliar, recomendar, provocar, inspirar, analisar… são inúmeras possibilidades. Isso, provavelmente, vai levá-lo a outro questionamento: quem é o seu público.

2) Defina quem é o seu público. Você define o público, e o público define o estilo de escrita que você vai adotar. Antes de começar a escrever, pense nessas questões:

  • Quem é meu público?
  • Qual o propósito da minha escrita?
  • Qual é a necessidade do meu público? O que eles querem? O que eles valorizam?
  • Meu público é multicultural?
  • Será que os leitores esperam determinados padrões de pensamento?
  • Será que eles precisam de dados estatísticos para serem convencidos?
  • Que conceitos devo enfatizar?
  • O que tenho a dizer que vai gerar uma nova perspectiva?
  • Que impressões quero transmitir com o texto?

3) Leve em conta todas as circunstâncias, tais como: prazo, formato, tamanho e número de palavras.

4) Abandone as ideias que não se encaixam no contexto ou não são relevantes.

5) Reescreva as passagens que estiverem confusas. É melhor perder um tempinho a mais, do que despertar o desinteresse do leitor.

6) Capriche na revisão. Preste atenção na digitação, gramática, ortografia e pontuação. Seu texto não precisa estar apto a um prêmio literário, mas vamos combinar: desleixo com a língua são imperdoáveis, ainda mais se forem constantes.

7) Muita atenção ao primeiro parágrafo. Ele é capaz de despertar o desejo de leitura ou não. Em qualquer artigo, longo ou curto, deve começar com uma frase que desperte a vontade de ler mais. Para isso use: humor, citações, dados de alguma pesquisa ou fatos interessantes. Assim, terá mais chances de cativar o leitor.

8) Trabalhe a coesão. Utilize conjunções para ligar corretamente uma frase à outra, um parágrafo ao outro e uma seção à outra. Isso direciona a leitura e a torna mais prazerosa. A coesão no assunto também é fundamental.

9) Tamanho e tipo de fonte – É bom usar um tamanho um pouquinho maior do que a fonte de um livro tradicional. Afinal, o monitor fica mais distante dos olhos e não é tão confortável para leitura. Claro que a pessoa pode “aproximar” o documento na tela, mas nem todos o fazem. Tamanho 14 ou 16 para fonte constitui uma boa escolha. Evite fontes rebuscadas, com serifas, inclinadas e com voltinhas. Lembre-se que o menos é mais na web. Um bom contraste de cores da letra com a tela de fundo também é fundamental para facilitar a leitura, assim como um bom espaçamento entre as linhas.

10) Ler um texto em voz alta possibilita que você avalie a sonoridade dele. Evite as combinações de palavras que não soam muito bem. Caso perceba a existência dessas combinações ruins no seu texto, basta substituir as palavras por sinônimos ou expressões equivalentes. Esse vício de linguagem se chama cacofonia e acontece quando a junção de duas sílabas, uma no final da palavra e outra no início de outra, se encontram e resultam em um “som desagradável”; acabam formando outra palavra. Alguns exemplos que devem ser evitados:

  • Vi ela;
  • A boca dela;
  • Desculpa então;
  • Quero amá-la;
  • Uma mão;
  • Talco no salão.

11) Dispense clichês e lugares comuns. Eles são pura expressão da falta de criatividade e da má vontade por parte de quem cria o conteúdo. Quando o seu trabalho é produzir conteúdo, encontrar uma forma de mostrar e explicar as coisas é a sua obrigação. Veja alguns exemplos do que não deve usar em seu texto:

  • A união faz a força;
  • Ninguém me ama;
  • Tem que sair de cabeça erguida;
  • A maldade está nos olhos de quem vê.

12) Recorra a ganchos e links. Utilize-os para aumentar ainda mais o envolvimento do leitor com o seu texto; unindo a sua informação a outras que estejam em outros lugares na web. Para criar links, insira-os na frase que melhor descreve o conteúdo de destino do link, e evite os textos “clique aqui” ou “saiba mais”.

Tomando esse conjunto de cuidados com a escrita, você produzirá textos melhores e mais atraentes. Logo, construirá uma rede de leitores frequentes e irão compartilhar o seu conte

 

2 comentários

  1. Pinhal em 3 de junho de 2018 às 21:35

    micileide, sempre utilizo a mesma maneira do que você. Separo em três partes, introdução, desenvolvimento e conclusão. Assim facilita bastante para redigir belos textos.

  2. micileide em 26 de abril de 2017 às 09:45

    Fazer um mapa mental na hora de escrever ajuda muito.separar o texto em;introdução ,desemvolvimento e conclusão.Definir quantos paragrafos fazer,o que falar em cada paragrafo…é assim que eu faço.

Deixe um Comentário





HOSPEDAGEM DE SITES

ESPECIALIZADA EM WORDPRESS

Mais Lidas

wordpress-cursos-gratis-hospedagem-sites-hostnet

Comunidade WordPress Hostnet reúne 20 mil profissionais e estudantes de tecnologia

hospedagem wordpress

Combo Cloud: você paga pela hospedagem de site e recebe muito mais

guanabara

Estude com a Hostnet e invista no seu desenvolvimento profissional

hostcast-2

Assine nossos FEEDS

HOSPEDAGEM DE SITES PARA

PEQUENOS E GRANDES NEGÓCIOS

Aprenda a usar o potencial da Internet para lucrar

ebooks grátis

E-BOOKS SOBRE TECNOLOGIAS PARA SITES